Criar videojogos com Unity nunca foi tão fácil

Programação

Tokio School | 11/09/2021

A indústria dos videojogos é cada vez mais importante em todo o mundo. O desenvolvimento de novas tecnologias que servem para melhorar as plataformas de jogo, que vão desde computadores até aplicações para download no smartphone, ampliam constantemente as possibilidades de qualquer videojogo.

Paralelamente, a indústria também continua também a desenvolver-se do ponto de vista da criação desses mesmos videojogos, para os quais vários elementos se tornam ferramentas essenciais, às vezes difíceis e complexas de aprender.

Porém, um motor gráfico vem há anos fazendo a diferença, atualizando-se a um ritmo acelerado, para melhorar os seus serviços para qualquer developer. É claro que é o Unity.

 

Vantagens de criar videojogos com Unity

O Unity, também conhecido como Unity 3D, embora seja um motor gráfico perfeitamente aplicável em desenvolvimentos 2D, surgiu em 2004. Desde então, o seu objetivo sempre foi oferecer um ambiente de trabalho acessível para pequenos e médios estúdios.

Aliás, a sua maior vantagem é o facto de ser um sistema gratuito, com uma comunidade crescente de utilizadores, que continua a melhorar de dia para dia.

Embora seja recomendada uma formação específica para explorar todo o seu potencial, a possibilidade de tê-lo disponível em qualquer estúdio com baixo orçamento ou mesmo para um developer freelancer tem motivado a sua expansão internacional de forma imparável.

Outra vantagem importante é que o Unity representa a melhor combinação de edição visual com linguagem de programação. É verdade que é necessário adquirir conhecimentos específicos de C # ou JavaScript, mas junto com a interface intuitiva que oferece, as possibilidades de desenvolvimento são infinitas, limitando-se apenas à criatividade (e tempo) dos developers.

Além dessas e muitas outras vantagens que o Unity oferece a qualquer profissional na criação de videojogos, existe um fator que o torna preferido na hora de ser escolhido, a sua natureza multiplataforma.

A sua compatibilidade com dezenas de plataformas, coloca-o como uma opção altamente recomendada, caso os programadores tenham como objetivo dar a máxima difusão possível ao seu videojogo.

 

Para quem é recomendado o Unity?

O motor gráfico Unity é recomendado para quem deseja desenvolver um videojogo. No entanto, tem diversos públicos-alvo.

Por um lado, developers indie. A possibilidade de aproveitar este tipo de tecnologia ou outras licenças sem um investimento inicial é um alívio económico essencial para muitos profissionais.

Estúdios de pequeno ou mesmo médio porte também poderão vir a aproveitar melhor todas as suas funcionalidades, visto que normalmente apenas têm uma pequena equipa a trabalhar em design, programação e arte.

Claro que, qualquer estudante de programação ou entusiasta pode entrar no ambiente do Unity para descobrir o que significa criar um videojogo. Talvez, por curiosidade, descubras uma das tuas maiores paixões, como tantos outros profissionais que desfrutam e, ao mesmo tempo, vivem dela.

 

Formação em criação de videojogos com Unity

Criar videojogos com o Unity é mais fácil do que nunca, é verdade, mas isso não significa que não implique a necessidade de ter certos conhecimentos em informática, programação e um toque de criatividade.

Por isso, antes de partires para a criação de um videojogo, é aconselhável realizares uma formação em Unity, para obter os conhecimentos necessários sobre este motor gráfico, dominar as suas funções e saberes usufruir dessa aprendizagem o mais rápido possível para o desenvolvimento de um videojogo.

Além disso, os centros de formação especializados neste tipo de tecnologia oferecem muitas vantagens. Por um lado, possuem todos os recursos necessários para aproveitar ao máximo o potencial de ferramentas como o Unity, mas eles também têm experiência e profissionalismo para ensinar aos alunos como usá-lo da melhor forma.

Também não devemos esquecer que o Unity é um editor visual baseado numa linguagem de programação. Esta linguagem também pode ser aprendida num curso de formação específico sobre este motor gráfico.Isso oferece uma vantagem dupla, porque embora o estudo possa ser realizado para fins específicos de desenvolvimento de videojogos, no futuro essa linguagem de programação poderá servir para muitos outros propósitos, o que ampliará as opções profissionais de quem a domina.


Mais informação

Se chegaste até aqui é porque temos algo que te interessa, certo? Claro que sim! Tu também nos interessas. Estamos ansiosos para poder chamar-te pelo teu nome, falar contigo, saber em que podemos ajudar-te. Resumidamente: gostaríamos (muito!) de te conhecer. Envia-nos uma mensagem. Entraremos em contacto contigo num piscar de olhos.

"*" indica campos obrigatórios

Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.

Pode também estar interessado em...

Mais informação

Se chegaste até aqui é porque temos algo que te interessa, certo? Claro que sim! Tu também nos interessas. Estamos ansiosos para poder chamar-te pelo teu nome, falar contigo, saber em que podemos ajudar-te. Resumidamente: gostaríamos (muito!) de te conhecer. Envia-nos uma mensagem. Entraremos em contacto contigo num piscar de olhos.

"*" indica campos obrigatórios

Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Hidden
Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.

Todas as formações em Tokio School incluem:

Desde 1.800 €

I.V.A. incluído

  • Formação 100% online
  • Más de 150 clases telepresenciales/mes
  • Masterclass complementares
  • Assessoria pedagógica
  • Formação em inglês
  • Estágio em empresas de referência
  • Tokio Net (alertas de emprego durante 5 anos)
  • E, além disso, 2 anos para concluires a tua formação

Descargar índice do programa